Escolha uma Página
Compartilhe essa newsletter

News of the week

Os acontecimentos mais importantes do mundo de inovação diretamente para você.

Já se perguntou da onde vem a palavra robô? Ela foi introduzida no mundo em 1921 por Karel Čapek em sua peça “Rossum’s Universal Robots”. Essa palavra vem do tcheco robota, que significa trabalho escravo. Na peça, os robôs começam como ótimos operários em uma fábrica mas acabam destruindo toda a humanidade.

News of the week

Os acontecimentos mais importantes da semana.

 

Brasil é 3º maior criador de unicórnios do último ano

Quem diria que o nosso querido Brasil iria fechar o ano de 2019 como o terceiro maior país criador de unicórnios, atrás apenas dos EUA e China. Um ótimo indicador do enorme potencial e relevância da comunidade empreendedora brasileira.

E estamos apenas começando! Crunchbase

Thought of the week.

Uma reflexão para animar as conversas no churrasco de domingo.

 

O Efeito WeWork

Empresas de inovação precisam de capital para poderem criar e testar suas soluções visando disruptar os mercados. Este capital é gasolina que financia a pesquisa e o desenvolvimento, cria soluções inovadoras que movem o mundo.

O mundo sempre se moveu assim, porém tudo ocorria em uma velocidade menor. Pensem na indústria da saúde como exemplo, que investe milhões (as vezes bilhões) no desenvolvimento de remédios que as vezes nem chegam as prateleiras de nossas farmácias. São diversos projetos que naufragam para que alguns pouco funcionem “big time”.

Na Industria Tech é similar só que desta vez a 300km/h. A necessidade de acessar capital que financie esta nova corrida do ouro é uma verdade inquestionável. Não sobrará pedra sobre pedra em nenhuma indústria atual. Nenhuma das empresas líderes que conhecemos hoje será líder em 30 anos. As startups vieram para virar o mundo de cabeça para baixo, eliminar barreiras e criar facilidades. As mais bem sucedidas valem milhões e as muito bem sucedidas valem US$ bilhões – os chamados Unicórnios.

Então o que aconteceu que agora que os chamados “unicórnios” como Lime, Rappi, entre outras, demitem pessoas e fecham mercados?

Entendendo o contexto:

As vezes muito dinheiro atrapalha. Foi o que aconteceu. Empresas receberam volumes de recursos de investidores desproporcionais ao seu estágio de desenvolvimento de produto. O que acontece quando você tem muito dinheiro em caixa? Você muda para uma sede gigante já prevendo seu crescimento futuro, faz a decoração “Silicon Valley” – mesa de pingue pongue, palco, refeitório com comida grátis, etc. Adicionalmente faz diversas novas contratações para desenvolver 10 novos produtos ao mesmo tempo pois você quer dominar o mundo em 6 meses. Resumo: sua queima de caixa mensal (Burn Rate) vai no céu. Porém isto importa pouco pois você pensa que irá captar novos recursos em 6 meses que continuem financiando a “festa”.

Entendendo os unicórnios:

Aqui vale o famoso “You set the price I set the terms”. Os empreendedores ávidos por ir a mídia divulgar que são unicórnios recebem aportes em valuations altos porém com “termos” nos contratos que são extremamente benéficos ao investidor. Em alguns casos, a empresa unicórnio recebe um aporte gigante (ex: $100MM) e no caso de um problema ou de um novo down round (curvas normais no dia a dia de quem empreende), o investidor fica praticamente dono de 100% da empresa esmagando os empreendedores.

Então o que mudou agora? Os unicórnios não consegue mais levantar recursos? A festa não pode continuar? Aconteceu o que o mercado chama de “Efeito WeWork”.

A empresa simbolizou tudo de errado que pode acontecer entre fund raising, gestão, contratações, expansão e novos produtos. E quando foi tentar fazer o IPO o mercado simplesmente colocou na mesa as cobranças normais do mundo normal: Receita – Despesa = Lucro. Como esta conta parecia que nunca iria ficar no azul, o mercado ficou de mau humor.

O reflexo na indústria de venture capital foi que investidores que até 60 dias antes participavam de reuniões de board exigindo dos empreendedores crescimento, crescimento e crescimento, agora perguntam aos mesmos empreendedores: o que eles fariam se tivessem que dar lucro no dia seguinte?

É dura a vida do empreendedor…

A diferença entre o que esta acontecendo agora e o que aconteceu nos anos 2000 é que o mercado de inovação existe e é uma realidade. Google, Facebook, Amazon, Apple, Microsoft e todos seus pares chineses tem entre 15 e 20 anos de vida, são empresas lucrativas, com milhares de engenheiros/PHD’s, e, com balanços robustos que permitem o contínuo investimento em pesquisa e desenvolvimento. É a confirmação de que não existirá empresas gordas e gestoras de dividendos que não sofram impacto destas gigantes de tecnologia ou de novas startups que operem com mais respeito pelo $ captado.

O que o “Efeito Wework” ajuda é a separar “joio do trigo”.

O resultado final é positivo e a Industria Tech continuará crescendo e derrubando todas os obstáculos existentes, porém nesta nova fase do video game da vida será com menos anabolizante. Até o próprio WeWork pode ressuscitar. Vamos acompanhar.

Deep dive

Uma seleção de artigos e reportagens interessantes.

 

Steve Jobs gave Marc Benioff this advice, changed his life

A Salesforce é hoje um monstro de mais de 30 mil funcionários e o Marc Benioff um bilionário com uma fortuna estimada em US$ 7 bilhões. Mas tudo começou mais de 20 anos atrás e lá no começo o Marc teve a oportunidade de fazer uma mentoria com o Steve Jobs. Anotou cada palavra que o Jobs falou. Umas das coisas era o conselho de construir uma “Aplication Economy”. Quando o Marc perguntou o que era aquilo, o Jobs respondeu: Você vai descobrir sozinho!

Depois de um tempo pensando em cima daquele conselho, o Marc concluiu que deveria construir um marketplace e trazer parceiros para dentro. Primeira coisa que ele fez então foi registrar o domínio e a Trademark “App Store”. Algo que ele nem usou pois acabou lançando o produto com o nome App Exchange em 2005.

Em 2008, ele recebe um telefone do Jobs pedindo que ele viesse para um grande anúncio que a Apple faria. Era o lançamento da App Store. Depois do anúncio, o Marc resolveu dar um presente de agradecimento por todo o impacto que o Jobs teve na Salesforce: Doou o domínio e trademark “App Store” pra Apple. CNN Business

Pad Man

Vamos terminar com a recomendação de um filme que mostra uma incrível história de empreendedorismo social. Está Netflix e se chama Pad Man.

Ele conta a história do Arunachalam Muruganatham. O seu país, a Índia, convivia com um enorme problema: Apenas 12% das mulheres usavam absorventes. O resto utilizava panos, muitas vezes sujos. Além dos problemas de saúde, isso também lhes custava dois meses por ano sem poder sair de casa, pois os panos não conseguiam absorver tudo e sangrar em público era uma enorme vergonha. Vou parar por aqui para não dar spoiler mas termino com uma curiosidade: Foi o segundo filme na história de Bollywood que recebeu permissão de filmar dentro das Nações Unidas em Nova York.

Big man, strong man not making country strong; Women strong, mother strong, sister strong, then country strong.

 

Arunachalam Muruganatham (Pad Man)

© Copyright 2020
Todos os direitos reservados por KPTL


Compartilhe essa newsletter